Arquivo

Posts Tagged ‘kindle’

Leitores de livros eletrônicos em cores

Os primeiros e-readers em preto e branco surgiram na década passada e rapidamente tornaram-se sucesso de venda nos Estados Unidos, Canadá, Ásia e alguns países europeus. O Kindle posicionou-se como líder do mercado, e a Amazon investiu pesado em marketing e desenvolvimento tecnológico. Novos e melhores modelos foram surgindo.

Esperava-se como tendência natural o aparecimento dos leitores coloridos. No entanto, até agora, o que apareceu no mercado não conseguiu sucesso. Foram aparelhos lançados por empresas menos conhecidas, como a coreana Kyobo, cujo produto tinha problemas de duração da bateria e foi descontinuado, a Hanvon, chinesa, a Ectaco, americana, com seu Jetbook, e a Pocketbook, com bom mercado na Rússia, com o Color Lux, todos muito caros e ainda com problemas tecnológicos.

Enquanto isso, as grandes marcas, como Kindle (Amazon) e Nook (Barnes & Noble), preferiram aprimorar seus e-readers preto e branco e, ao mesmo tempo, lançar tablets direcionados para a leitura de livros e conteúdos multimídia, a preços menores que Ipads e outros competidores.

Uma interessante matéria sobre este tema está na revista Distro da Endgadget.

 

Categorias:Comentário Tags:, ,

Novo Kindle Paperwhite

A Amazon anunciou o novo modelo do Kindle Paperwhite que começará a ser distribuído em 30 de setembro próximo. Nova tela, alta resolução, alto contraste iluminação interna da próxima geração.

Categorias:Notícia Tags:, , ,

Comentários sobre o Duokan 2013

Sem dúvida, o Duokan 2013 é muito melhor que o Duokan Lite que experimentei algum tempo atrás. No entanto, optei por desinstalá-lo, já que o sistema operacional original do Kindle me atende melhor.

Os pontos que me fazem pensar assim são:
1) Dicionários: meu Kindle Touch veio com vários dicionários que funcionam muito bem, inclusive o Priberam em Português. Além deles, há outros disponíveis. No Duokan, é possível colocar dicionários, mas isso vai custar pelo menos o trabalho de achá-los, se não o valor da compra.
2) PDF: Eu uso pouco o Kindle para leitura desse tipo de arquivo. E logo um dos principais que tenho aparece truncado no Duokan e perfeito no Kindle. Para mim não funcionou exatamente uma das grandes vantagens alegadas para o Duokan, isto é, a melhor leitura de PDF.
3) Epub: outro ponto dito forte do Duokan, que não me sensibilizou, pois utilizo o Calibre para converter livros de epub para mobi e depois carregá-los no Kindle.
4) Mesmo usando a versão em Inglês, aparecem caracteres chineses em algumas telas.
5) Prefiro acessar a loja Kindle que loja vendendo livros em Chinês.

E desinstalar o Duokan foi muito fácil. Nas configurações do sistema, existe uma opção para isso. Portanto, bastou um clique.

 

Categorias:Comentário Tags:,

Duokan 2013 no Kindle Touch

O Duokan é um sistema operacional (firmware) para o Kindle. Foi criado para permitir o uso da língua chinesa nos aparelhinhos da Amazon. E aos poucos foi evoluindo, tornando-se uma alternativa para o software original.

Algum tempo atrás experimentei o Duokan Lite num Kindle 3. Descrevi aqui o procedimento. Entretanto, logo abandonei o novo firmware. Suas vantagens eram dar suporte a epub e leitura melhorada de pdf. A falta de suporte a epub no Kindle para mim é compensada pelo Calibre, que uso para fazer a conversão para mobi. E não achei que a melhora na leitura de pdf fosse significativa. E, para piorar, o Duokan não lia meus arquivos mobi. Então, teria que ficar trocando de um sistema para outro.

Lendo sobre o novo Duokan 2013, descobri que evoluiu e, entre outros recursos, agora lê também mobi. Resolvi instalá-lo no Kindle Touch. Como sempre minha referência nesse assunto foi o ótimo fórum Mobile Read. Existe uma thread sobre esse sistema. Desta vez, porém, tive dificuldade para entender a instrução específica para o Touch, que está neste post. A dificuldade foi no passo que fala do uso da ferramenta mfgtool (atenção: para Windows somente). Para facilitar a vida de quem quiser fazer a instalação, descrevo abaixo o procedimento que deve ser feito com a bateria do Kindle bem carregada:
1. Faça o download do Duokan 2013, disponível aqui, clicando no link para o arquivo adequado ao Kindle Touch. Sugiro acessar a página com o Tradutor do Google.
2. Conecte o Kindle ao computador usando o cabo USB, aguardando ser reconhecido
3. Descompacte o arquivo zip e copie a pasta DK_System que está na raiz do arquivo e a pasta diagnostic_logs e os arquivos ENABLE_DIAGS e data.tar.gz, que estão na subpasta KindleTouch, para seu Kindle.
4. Usando a ferramenta mfgtool, faça o Kindle entrar no modo de diagnóstico. Assim:
4.1.  Faça o download aqui.
4.2.  Descompacte o arquivo KindleSelectBoot.zip em qualquer lugar de seu HD, criando a pasta KindleSelectBoot.
4.3.  Dentro dessa pasta, encontre o programa MfgTool.exe.
4.4.   Aperte e segure o botão liga-desliga do Kindle até apagar-se o LED. Mantenha-o pressionado.
4.5.   Aperte e segure a tecla Home do Kindle.
4.6.   Solte a tecla liga-desliga, mantendo a Home pressionada.
4.7.   Solte a tecla Home.
4.8.   O Windows vai reconhecer o novo hardware e instalar o driver USB/HID.
4.9.   Execute o programa MfgTool.
4.10.  Na tela dele, deve aparecer a indicação da porta onde está conectado o Kindle. Veja:

4.11.  Na caixa de seleção “Profile”, escolha diags.
4.12.  Clique o botão verde “Start”.
4.13.  A cor do botão deve mudar para vermelha e o Kindle entrar no modo de boot.
4.14.  Desconecte o cabo USB do Kindle.
4.15.  No Kindle aparece a tela de diagnóstico.

5. Escolha as opções D) Exit, Reboot or Disable Diags; depois D) Disable Diagnostics; e depois Q) To continue.
6. O processo de instalação do Duokan vai ter início.
7. Aguarde até ser concluído o boot no modo Duokan. Demora um pouco.
8. Aparecerá a tela inicial em chinês.
9. Se você não souber chinês, altere o idioma. Toque no botão de configuração (1 na figura). Toque na segunda aba (2). Passe para a segunda página, certificando-se com a indicação no rodapé (3). Na caixa de seleção assinalada (4), escolha o idioma. Sugiro o Inglês, porque em Português falta muita coisa para traduzir.

Pronto, agora comece a brincar com o Duokan e suas configurações. Entre elas, você vai poder ligar e desligar o wifi e passar para o modo Kindle. Para voltar do modo Kindle para o Duokan, reinicie o sistema na tela de configurações do aparelho.

Depois, volto com minhas impressões sobre o Duokan 2013.

O futuro Kindle: sem bateria nem processador?

Os leitores eletrônicos Kindle da Amazon podem no futuro ser finos como as folhas dos livros que substituem se a empresa seguir o que deixa a entender um recente pedido de patente que registrou. Trata-se de um aparelho sem bateria, processador e memória. O dispositivo simplesmente se comunicaria com uma estação remota que transmitiria para ele tanto a energia necessária quanto os dados a serem lidos. Além disso, utiizaria comandos de voz e gestos para executar tarefas tais como virar a página.

Leia mais no artigo em Inglês da Techradar.

 

Categorias:Notícia Tags:, ,

Ereaders estão perdendo terreno para os tablets?

Matéria da CNN analisa a queda de vendas do Nook, ereader da Barnes & Noble’s, argumentando que há indícios de que não se trata de uma perda de mercado para outros ereaders, especialmente o Kindle, mas uma tomada de parte desse mercado pelos tablets. De fato, os indícios são fortes, mas os defensores dos aparelhinhos com telas e-ink, como eu, ainda acham que, para quem quer um aparelho para ler livros, nada se compara aos ereaders dedicados. Quem sabe no futuro teremos tablets que vão conseguir a preço competitivo oferecer capacidade de processamento (substituindo os notebooks), tela de leitura agradável e baixo consumo de energia (substituindo os ereaders). Aí serão imbatíveis.

 

 

Categorias:Comentário Tags:, , ,

As dificuldades da Amazon e outros no mercado de e-readers no Brasil

A Veja traz interessante matéria sobre as dificuldades enfrentadas pela Amazon para vender o Kindle no Brasil. A matéria aborda também a situação do mercado de e-readers no País. Leia aqui.

 

Categorias:Notícia Tags:, , ,